Lição: 30 de Agosto a 5 de Setembro [D&C 94-97]

Updated: Aug 31

“Para a salvação de Sião”


Mostre às crianças uma gravura de um templo e convide-as a falar o que sabem sobre os templos. Elas também podem falar sobre o que sentem quando veem um templo.


Princípio 1: O templo é a casa do Senhor.


Até as crianças de Kirtland ajudaram, de maneira limitada, mas significativa, a construir o Templo de Kirtland. Ajude as crianças que você ensina a sentir um amor mais profundo pela casa sagrada do Senhor.


Atividades sugeridas

  • Mostre uma gravura do Templo de Kirtland (ver o esboço desta semana em Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar). Use frases de Doutrina e Convênios 95:8 para ensinar as crianças sobre o mandamento que o Senhor deu de construir esse templo. Deixe que as crianças se revezem segurando a gravura e falando: “O templo é a casa do Senhor”.

Recorte esses pedaços e coloque-os por cima da gravura do templo, peça às crianças que adivinhem o que você está aprendendo ao ler a escritura. Em seguida, peça às crianças que removam os pedaços, um de cada vez, enquanto você lê a escritura novamente, lentamente.


Baixe aqui

  • Diga às crianças que na entrada de todos os templos está escrito: “Santidade ao Senhor. A casa do Senhor”. Se possível, mostre uma gravura com essas palavras escritas em um templo. Por que o templo é um lugar especial? Leia frases de Doutrina e Convênios 97:15–16 que ensinem que o templo é a casa do Senhor e compartilhe seus sentimentos sobre o templo.

  • Peça às crianças que finjam que estão ajudando a construir um templo (cortando madeira, martelando pregos, pintando paredes e assim por diante). Explique como o templo é importante para o Senhor, quão duro os santos trabalharam para construir o Templo de Kirtland e quanto eles se sacrificaram por ele (ver Santos, 1: 210 ).


  • Cantem juntos uma música que ajude as crianças a sentir reverência pela casa do Senhor, como “Eu gosto de ver o templo” (Músicas para Crianças, p. 99). Convide as crianças a falar o que sentem a respeito do templo.



Baixe aqui

  • Peça às crianças que falem de uma ocasião em que precisavam fazer algo, mas não o fizeram imediatamente. Ajude uma criança a ler Doutrina e Convênios 95:3, 8 e pergunte à classe qual foi o mandamento que o Senhor disse que os santos não tinham obedecido. Leiam juntos o versículo 11. O que os santos precisavam fazer para construir o templo? O que podemos aprender com as promessas do Senhor para eles?

  • Escreva em cartões os princípios sobre o templo que se encontram em Doutrina e Convênios 95 e 97, junto com a referência das escrituras correspondentes, e coloque-os em uma sacola. Por exemplo: Construir templos exige sacrifícios (Doutrina e Convênios 97:11–12) e Devemos ser dignos para entrar no templo (Doutrina e Convênios 97:15–17). Divida as crianças em duplas. Deixe que cada dupla retire um cartão da sacola; elas devem ler juntas a escritura que está no cartão e conversar sobre a importância daquele princípio para elas. Ajude as crianças a entender o que estão lendo, se necessário.


Baixe aqui

  • Convide um rapaz ou uma moça de sua ala ou de seu ramo que tenha passado pelo templo para contar como foi essa experiência e explicar às crianças o que elas podem fazer para se prepararem para entrar no templo.

  • Use o artigo “Seu caminho para o templo” (em Templos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, edição especial de A Liahona, outubro de 2010, p. 73) para ajudar as crianças a compreenderem o que acontece dentro dos templos e como elas podem se preparar para lá entrar. Dê um trecho do artigo para cada criança ler, e deixe que elas contem o que aprenderam.

Baixe aqui


Princípio 2: Posso ser honesto.


Em Doutrina e Convênios 97:8 o Senhor indicou a honestidade como um atributo dos que “serão aceitos por mim”.


Atividades sugeridas

  • Explique às crianças que Deus ensinou que Ele aprova as pessoas que são honestas (ver Doutrina e Convênios 97:8). Conte algumas breves histórias que as ajudem a compreender o que é ser honesto. Essas histórias podem ser pessoais, de conhecidos seus, ou das revistas Meu Amigo ou Liahona. Ajude as crianças a recontar as histórias ou a contar experiências pessoais de uma ocasião em que foram honestas.

Esta é a história escolhida da revista Meu Amigo.


Baixe aqui

  • Ajude as crianças a aprender a primeira frase da décima terceira regra de fé: “Cremos em ser honestos”. Ajude as crianças a encenar exemplos de quando alguém está sendo honesto ou desonesto. Por exemplo, elas podem fazer de conta que pegam algo de um irmão e falam aos pais que não fizeram isso. Depois, ajude as crianças a encenar a mesma história, mas falando a verdade aos pais. Explique-lhes que isso é ser honesto.

Essa é uma história sobre um robô cujos fios se enroscam quando ele decide mentir. Vamos assistir e ver o que acontece quando os fios se enroscam!



Princípio 3: Sião é o “puro de coração”.


Ajude as crianças a compreender que Sião não é apenas um lugar; significa também “puros de coração” (Doutrina e Convênios 97:21).


Atividades sugeridas

  • Peça às crianças que leiam Doutrina e Convênios 97:21 e pergunte o que a palavra “puro” significa. Para ilustrar, mostre uma garrafa com água limpa e converse com elas sobre a importância de termos a água limpa. Acrescente algo na água que a torne impura (como um pouco de terra ou pimenta). Peça às crianças que leiam novamente Doutrina e Convênios 97:21 e coloquem o dedo sobre a palavra “puros”. O que significa ser puros de coração? Ajude as crianças a entender que ser puro de coração não significa que nunca erramos. O que podemos fazer para nos tornarmos mais puros de coração? Como o Salvador pode nos ajudar?


  • Ajude as crianças a identificar palavras ou frases em Doutrina e Convênios 97:1–2, 8–9, 21 que descrevam como se tornar puro de coração. Peça-lhes que escolham uma palavra ou frase, que a escrevam em uma tira de papel e coloquem dentro de um recipiente. Pegue uma tira de cada vez e peça às crianças que sugiram coisas que podem fazer para aplicar essas ideias na vida delas. Por exemplo, o que podemos fazer para “encontrar a verdade” (versículo 1) ou ser mais “honestos” (versículo 8)?


Desde o início, o Senhor deu instruções e falou com Seus servos nos Lugares Santos. Frequentemente, estava no topo de montanhas. Quando possível, o Senhor ordenou a Seus seguidores que construíssem templos, um local sagrado a ser ensinado, para realizar ordenanças e comungar com Ele. Os templos foram construídos na antiguidade, conforme evidenciado na Bíblia. Os nefitas construíram um templo depois de serem estabelecidos na terra prometida. Hoje somos um povo que constrói templos. Os templos abençoam a nós e a todos os que já existiram. Eles são parte da plenitude do evangelho. A lição desta semana convidará sua família a refletir sobre por que construímos templos e como eles nos abençoam.


Assistam o vídeo dessa semana sobre Templos Sagrados! E vejam se conseguem descobrir por que o Pai Celestial deseja que construamos Templos.



Com amor,

Vem e Segue-Me Kids

2,183 views0 comments

Recent Posts

See All