top of page

Lição: 14 a 20 de Agosto [Romanos 7–16]

Atualizado: 18 de ago. de 2023

“Vence o mal com o bem”








Essa semana, ao estudarmos os capítulos finais do livro de Romanos, veremos várias declarações sobre a doutrina da fé, das obras e da graça. Nos últimos capítulos são detalhados ensinamentos práticos sobre o amor, o dever e a santidade. Ao iniciar sua carta aos romanos, Paulo saudou os membros da Igreja com o tratamento “amados de Deus” que eram “chamados santos”. Ele lembrou que “em todo o mundo é anunciada a vossa fé” (Romanos 1:7–8). Embora Paulo tenha usado muito de sua carta para corrigir ideias falsas e condutas imperfeitas, também queria assegurar a esses novos conversos cristãos que eles eram verdadeiramente santos e amados por Deus. O conselho bondoso de Paulo abençoa a todos nós, que temos dificuldade de sentir o amor de Deus e que pensamos ser impossível nos tornarmos santos. Com humilde empatia, Paulo reconheceu que tinha se sentido um homem miserável (ver Romanos 7:24), mas que o evangelho de Jesus Cristo tinha dado a ele o poder de sobrepujar o pecado. Com esse poder, o poder de redenção do Salvador, podemos “[vencer] o mal” — tanto o mal no mundo quanto o mal em nós mesmos — “com o bem” (Romanos 12:21).



Segue uma história muito boa para ensinar as crianças, da Liahona setembro de 2012.




As crianças podem levantar os focinhos para alimentar os lobos. Aqui está a comida de lobo:



Princípio 1: Meu Pai Celestial me ama. Romanos 8:35–39


Como você pode usar as palavras de Paulo para ensinar às crianças que o Pai Celestial sempre vai amá-las?


Atividades sugeridas

  • Ajude as crianças a memorizarem a frase: “[Nada pode nos] separar do amor de Deus” (Romanos 8:39). Pense em uma forma de ilustrar essa verdade. Por exemplo, você poderia levar duas tábuas presas com prego, uma intitulada “nós” e outra, “o amor de Deus”. Deixe as crianças tentarem separar um pedaço do outro.

Você pode usar o quebra-cabeça de coração para aprender a escritura e pedir às crianças que os ajudem a colá-lo, de modo que nada possa separá-lo. MUITA fita (:

  • Mostre uma gravura do sol ou peça às crianças que olhem pela janela e contemplem a luz do sol. De que maneira o Sol é como o amor do Pai Celestial? Ajude as crianças a ver que, apesar de o Sol estar longe, ele nos ajuda a ficar aquecidos. Podemos sentir o amor do Pai Celestial o tempo todo, mesmo que Ele não esteja fisicamente conosco. Cantem juntos uma música sobre o amor do Pai Celestial, como “Meu Pai Celestial me tem afeição” (Músicas para Crianças, pp. 16–17).



Princípio 2: Adquirimos fé ao ouvirmos a palavra de Deus. Romanos 10:17


Conforme as crianças ouvirem a palavra de Deus e prestarem atenção a ela, sua fé em Deus aumentará.


Atividades sugeridas

  • Leia Romanos 10:17 para as crianças e mostre gravuras de ambientes nos quais elas podem ouvir a palavra de Deus (como o estudo familiar das escrituras, a igreja, a conferência geral; ver a página de atividades desta semana). Pergunte às crianças quando elas ouviram a palavra de Deus.

  • Conte a história de uma criança que ouve a palavra de Deus de várias maneiras. Enquanto conta a história, vá enchendo um balão pouco a pouco para representar como a fé da criança cresce cada vez que ela ouve a palavra de Deus.


  • Para ajudar as crianças a compreenderem que a fé delas pode aumentar, ajude-as a cantar “” (Músicas para Crianças, pp. 50–51). Conforme elas cantam, peça que fiquem agachadas fingindo ser sementes. Toda vez que cantarem a palavra , peça que se levantem um pouquinho como uma planta que cresce.

  • Esconda na sala de aula um conjunto de escrituras, uma gravura do presidente da Igreja e um exemplar da revista Meu Amigo. Peça às crianças que encontrem essas coisas e digam como cada uma nos possibilita ouvir a palavra de Deus.


Adquirimos fé ao ouvirmos a palavra de Deus. Romanos 10:17


As crianças têm muitas oportunidades de ouvir a palavra de Deus. Ajude-as a perceber que ouvir a palavra de Deus fortalece a fé delas.


Atividades sugeridas

  • Escreva a seguinte sentença no quadro: A vem pelo , e o pela de . Peça que as crianças completem as lacunas depois de lerem Romanos 10:17. Compartilhe uma ocasião em que alguém ensinou uma verdade do evangelho que ajudou a fortalecer sua fé — talvez você possa compartilhar uma escritura ou citação favorita de uma conferência geral. Convide as crianças a compartilhar suas próprias experiências.

  • Dê a uma criança uma gravura do Salvador curando alguém e diga-lhe que não deixe as outras crianças verem a gravura. Peça à criança que dê pistas para ajudar as outras crianças a adivinhar o que tem na gravura. Como podemos ajudar as pessoas a aprenderem sobre o Salvador a fim de que tenham fé Nele?

Cada criança pode ter uma imagem que pode descrever.



Princípio 3: Posso agradecer às pessoas que me ajudam. Romanos 16:1–4


Paulo era grato às pessoas que o ajudaram. Ajude as crianças a observar os atos gentis de outras pessoas por elas e lembre-as de agradecer.


Atividades sugeridas

  • Explique às crianças que Paulo era grato pela ajuda que recebeu de uma mulher chamada Febe e um casal chamado Priscila e Áquila (ver Romanos 16:1–4). Peça às crianças que façam desenhos de Paulo e dessas três pessoas enquanto você lê os versículos.

  • Convide cada criança a contar algo bom que alguém fez para ela recentemente. Ajude as crianças a fazer cartões de agradecimento para essas pessoas.


  • Ajude as crianças a aprender como dizer “obrigado” em vários idiomas. A música “Crianças de todo o mundo” (Músicas para Crianças, pp. 4–5) é apropriada para isso.



Princípio 4: O Pai Celestial quer que eu me prepare para receber tudo o que Ele tem. Romanos 8:16–18


O plano do Pai Celestial permite que nos tornemos como Ele e herdemos tudo o que Ele tem. Essa verdade vai inspirar seus alunos a viver o evangelho mais fielmente.


Atividades sugeridas

  • Leiam juntos Romanos 8:16–18. O que aprendemos com esses versículos a respeito de quem somos e de quem podemos nos tornar? Explique às crianças que “herdeiro” é alguém que herda ou recebe o que os pais possuem. Escreva no quadro O que precisamos fazer para herdar tudo o que nosso Pai Celestial tem? Cantem juntos uma canção sobre obediência, como “Vou cumprir o plano de Deus” (Músicas para Crianças, pp. 86–87), buscando respostas. Em que outras respostas as crianças conseguem pensar?

Lição prática


1. Distribua um saquinho de batatas fritas para todos.


2. Juntos, abra o saco de batatas fritas. Peça às crianças que finjam que a vida terrena é como o interior de um saco de batatas fritas. Elas podem rir, você pode rir também, diga a elas para terem paciência com você (: Achamos que a vida na Terra é maravilhosa, tão brilhante, e aqui estamos tão felizes comendo nossas batatas fritas. Não podemos imaginar um mundo que possa ser mais maravilhoso do que isso.


3. Mas fora dessa Terra a vida é muito mais, mais cor, mais beleza, mais tudo. E Deus quer nos dar tudo. Se vivermos em retidão, podemos receber "tudo o que o Pai tem". D&C 84:38 diz: E aquele que recebe a meu Pai, recebe o reino de meu Pai; portanto, tudo o que meu Pai possui ser-lhe-á dado.


Como recebemos o Pai? (Convênios e promessas, vivendo em retidão)


4. A única coisa que impede todas essas bênçãos somos nós. Usemos a Expiação do Salvador para que sejamos dignos de estar com nosso Pai Celestial para sempre e sermos co-herdeiros em Seu reino.


  • Peça às crianças que imaginem um rei que deseja que seus filhos e suas filhas governem seu reino no futuro. Explique-lhes que o Pai Celestial é como um rei, e somos Seus filhos e Suas filhas reais. Conte a história do filho do rei Luís XVI da França, encontrada na mensagem da irmã Elaine S. Dalton, “Lembrem-se de quem são!” (A Liahona, maio de 2010, p. 121.) Por que é importante lembrar que somos filhos do Pai Celestial e nascidos para um dia sermos iguais a Ele? De que forma essa verdade afeta as escolhas que fazemos aqui na Terra?

As crianças podem colorir/desenhar enquanto você conta a história.




Princípio 5: “Não nos julguemos (…) uns aos outros.” Romanos 14:10, 13


Quando as crianças interagem com outras pessoas que fazem escolhas diferentes daquelas feitas por elas, podem ficar tentadas a julgar. Pense em como o conselho de Paulo aos romanos as ajuda a não julgar os outros.


Atividades sugeridas

  • Peça a uma criança que leia Romanos 14:10, 13. Peça às outras crianças que contem quantas vezes Paulo usou a palavra julgar. O que significa julgar alguém? Por que não devemos julgar os outros?

  • Mostre uma gravura de alguém e pergunte às crianças o que sabemos a respeito da pessoa somente olhando para a gravura. Quais são algumas coisas que não sabemos sobre ela? Por que o Senhor é a melhor pessoa para julgá-la? (Ver 1 Samuel 16:7.)


EXTRA: O que o Livro de Mórmon me ensina sobre O Plano de Salvação?

(Estude este material como complemento desta lição. Recomendado para crianças em idade de preparação para o batismo e acima).
























Por favor, não modificar os documentos ou faça a venda deles. Este é para uso próprio e de distribuição para as suas Primárias. Compartilhem sempre o link do site para que outros tenham acesso também. Os materiais aqui são produzidos com carinho e dedicação por nossa colaboradora Crystal Wallace, original (theredcrystal.org) e concedido à tradução e uso pelo nosso site. Não usar as ilustrações fora de seus arquivos e redistribuir publicamente pela internet (redes sociais). Agradecemos a compreensão e ajuda.

Com amor,

Vem e Segue-Me Kids

8.260 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Muito bom esses conteúdos

Like
bottom of page