top of page

Lição: 12 a 18 de Junho [Lucas 22; João 18]

“Não se faça a minha vontade, senão a tua”







Havia somente três mortais para testemunhar o sofrimento de Jesus Cristo no Jardim do Getsêmani — e eles dormiram a maior parte do tempo. Naquele jardim e mais tarde na cruz, Jesus tomaria sobre Si os pecados, as dores e os sofrimentos de todas as pessoas que já viveram, embora quase nenhum dos viventes naquela ocasião tivesse consciência do que estava ocorrendo. Os acontecimentos mais importantes da eternidade geralmente transcorrem sem muita atenção do mundo. Mas Deus, o Pai, sabia. Ele ouviu a súplica de Seu Filho fiel: “Pai, se queres, passa de mim este cálice, porém não se faça a minha vontade, senão a tua. E apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia” (Lucas 22:42–43). Embora não estivéssemos lá para testemunhar esse ato de abnegação e submissão, nós somos testemunhas da Expiação de Jesus Cristo. Sempre que nos arrependemos e recebemos o perdão de nossos pecados e todas as vezes que sentimos o poder fortalecedor do Salvador, podemos testificar sobre a realidade do que aconteceu no Jardim do Getsêmani.



Princípio 1: Jesus sofreu por mim porque me ama. Lucas 22:39–46


Pense em como você pode ajudar as crianças a sentir o amor de Jesus por elas enquanto conversam sobre o relato de Seu sofrimento no Getsêmani.


Atividades sugeridas

  • Conte a história de Lucas 22:39–46 para as crianças, talvez usando o “Capítulo 51: O sofrimento de Jesus no Jardim do Getsêmani” (Histórias do Novo Testamento, pp. 129–132, ou o vídeo correspondente em ChurchofJesusChrist.org). Explique que Jesus sentiu toda a dor e tristeza que todas as pessoas sentem. Pergunte às crianças o que pode deixar uma pessoa triste, magoada ou aborrecida. Preste testemunho de que Jesus pode alegrar nosso coração quando nos sentimos assim.



  • Circule pela classe uma gravura do Salvador no Getsêmani (como aquela que aparece no esboço desta semana em Vem, e Segue-Me — Estudo Pessoal e Familiar). Enquanto cada criança segura a gravura, diga: “Jesus sofreu porque Ele ama [nome da criança]”. Peça às crianças que repitam essas palavras com você.

Aqui está uma página para colorir.

  • Cante com as crianças uma música sobre o amor de Jesus Cristo por nós, como “O amor do Salvador” (Músicas para Crianças, pp. 42–43). Ajude-as a pensar em maneiras pelas quais sentiram o amor de Jesus.




No Getsêmani, Jesus Cristo tomou sobre Si meus pecados e minhas dores. Lucas 22:39–46


Saber o que Jesus fez por nós no Getsêmani pode ajudar as crianças a se arrepender de seus pecados e buscar o Salvador quando enfrentarem desafios.


Atividades sugeridas

  • Peça às crianças que leiam Lucas 22:39–46 e identifiquem palavras ou frases que descrevam como Jesus Se sentiu no Getsêmani. O que Jesus estava vivenciando que O levou a sentir-Se dessa maneira? (Ver Doutrina e Convênios 19:16–19.) Dê às crianças a oportunidade de compartilhar seus sentimentos sobre Jesus e Seu sacrifício por nós.

  • Peça que comentem sobre uma ocasião em que estavam tristes ou com dor. Pergunte a elas se conhecem alguém que já tenha sentido a mesma coisa. Convide-as a ler Alma 7:11–12. O que esses versículos nos ensinam sobre Jesus Cristo e Seu sofrimento por nós?

Se vocês não usaram esse quebra-cabeça há duas semanas atrás, podem usar nessa semana.


Aqui está uma história sobre ser corajoso na dor, como Joesph Smith, mas você pode facilmente aplicar ao nosso Salvador e à dor pela qual Ele passou. Não encontrei em Português, segue tradução da história abaixo ou (Clique na imagem para ser direcionado para a revista The Friend)

CORAJOSO COMO JOSEPH SMITH


Por Isabel T., 7 anos, Califórnia, EUA


Quando eu estava na primeira série, tive inchaços no braço e na perna. Os inchaços coçavam e duravam meses e meses. Minha mãe me levou ao médico, e ele passou remédio para curar. O remédio criou bolhas enormes - maiores que uma moeda! Eles machucam e queimam. Eu não conseguia mover meu braço ou perna. Eu chorei muito. Passei dias no sofá, com medo de levantar. Minha mãe teve que me carregar até o banheiro. Tive que perder duas semanas de aulas de natação e outras atividades com meus amigos. Era difícil não ir nadar.


Um dia, minha mãe precisou me levar na urgência porque as bolhas estavam com infecção. Eu estava tão assustada. Eu não queria entrar no carro. Minha mãe sabia que eu estava com medo. Ela me contou sobre quando Joseph Smith tinha a minha idade. Quando Joseph Smith tinha sete anos, ele teve uma doença que obrigou o médico a fazer uma cirurgia em sua perna. Ele também estava com medo, mas sabia que o Pai Celestial estava com ele e o ajudaria. O médico tirou nove pedaços de osso da perna! Eu fiquei muito surpresa. Ele foi corajoso. Se ele pudesse fazer isso, eu sabia que poderia entrar no carro e ir ao médico. Eu seria corajosa e o Pai Celestial me ajudaria com a dor que estava sentindo.


Aos poucos, as bolhas foram sumindo. Eu finalmente fui curada completamente. Aprendi que sempre que estiver com medo, Jesus sempre estará comigo. Eu posso ser corajosa com coisas difíceis.


  • Dê a uma criança uma vara maior do que a largura da porta da classe e peça-lhe que a segure na horizontal e tente passar pela porta. Explique que a vara representa nossos pecados, que nos impedem de entrar no reino de Deus. Remova a vara para demonstrar que Jesus tomou sobre Si nossos pecados para que possamos ser perdoados quando nos arrependermos.




Princípio 2: Posso orar quando necessito de ajuda. Lucas 22:41–43


Quando Jesus orou no Getsêmani, um anjo apareceu para fortalecê-Lo. Como você pode ajudar as crianças a quem ensina a entender que elas também podem orar ao Pai Celestial para que Ele as fortaleça?


Atividades sugeridas

  • Resuma Lucas 22:41–43 para as crianças. Conte uma experiência na qual você orou pedindo ajuda e o Pai Celestial o fortaleceu por meio do Espírito Santo ou de alguém que Ele enviou para ajudá-lo.


Clique na imagem para baixar página de atividade direto do site da Igreja


  • Escreva em tiras de papel algumas coisas que podemos dizer na oração, como “Pai Celestial”, “Te agradeço”, “Te peço” e “em nome de Jesus Cristo, amém”. Embaralhe as tiras no chão e ajude as crianças a colocá-las na ordem em que as diriam se estivessem orando. Pelo que podemos agradecer ao Pai Celestial? O que mais podemos dizer a Ele? Preste testemunho de que as crianças podem orar ao Pai Celestial em qualquer lugar e a qualquer momento.

Desculpe, só disponível em cores, mas podem selecionar a configuração P&B ao imprimir. Se preferirem fazer uma atividade com mais movimento com as crianças, depois de discutir sobre a oração com elas, coloque na ordem correta e faça com que as crianças pulem para o lado de cada peça e digam a ordem da oração.




Princípio 3: Posso seguir o exemplo de Jesus sendo obediente ao Pai Celestial. Lucas 22:39–44


Jesus demonstrou obediência ao Pai quando disse: “Não se faça a minha vontade, senão a tua” (Lucas 22:42). Como você pode ajudar as crianças a aprender mais sobre o exemplo de Jesus?


Há uma atividade sobre obediência na lição da semana passada, se você ainda não viu, seria bom dar uma olhada. Clique na imagem.


Atividades sugeridas

  • Ajude as crianças a memorizar a frase: “Não se faça a minha vontade, senão a tua” (Lucas 22:42) e debata o que ela significa. O que podemos fazer para obedecer à vontade do Pai Celestial?

Pegue as formas e coloque-as nesta ordem:

Senão a tua, Não se faça a minha vontade. Pergunte às crianças se isso soa como algo que Jesus diria. Por que não?

Peça-lhes que procurem a escritura Lucas 22:42 e verifiquem o que Jesus realmente disse.

Em seguida, dê a elas as palavras Tua e Minha e coloque-as no lugar certo.

Fale sobre o por que devemos ser obedientes e confiar no Pai Celestial assim como Jesus fez.




  • Ajude as crianças a identificar alguns motivos pelos quais às vezes é difícil realizar a vontade do Pai Celestial. Quais bênçãos vocês receberam por serem obedientes ao Pai Celestial mesmo quando foi difícil?



Princípio 4: Jesus amava Seus inimigos. Lucas 22:50–51


Aprender a ser um pacificador não é algo fácil, principalmente quando as pessoas não são gentis conosco. De que forma o relato em Lucas 22:50–51 inspira seus alunos a ser gentis em todas as circunstâncias?


Atividades sugeridas

  • Peça às crianças que leiam Lucas 22:50–51. O que podemos aprender a respeito de Jesus a partir desse relato? Durante a semana, peça a alguns dos pais das crianças que falem sobre ocasiões em que seus filhos demonstraram bondade mesmo quando foi difícil. Conte essas histórias para a classe. (Lembre às crianças que ser bondoso não significa deixar que as pessoas as magoem; elas devem conversar com seus pais ou outro adulto de confiança se alguém as estiver magoando.)

Do site da Igreja, não encontrado em Português, segue tradução abaixo ou clique na imagem.

POSSO SER UM PACIFICADOR QUANDO...

  • Use uma voz gentil e palavras gentis

  • Ouvir os outros mesmo quando não concordo

  • Tente entender como os outros estão se sentindo

  • Sugerir maneiras de resolver um problema

  • Diga “desculpe” quando eu cometer um erro

  • Deixe de lado os sentimentos de raiva de maneira saudável, como se exercitando ou escrevendo em meu diário

  • Ore ao Pai Celestial pedindo ajuda para se dar bem

  • Use mensagens “eu”, como “Eu me sinto ________________ quando você ________________. Por favor ________________."

Lembrar!

Ser um pacificador não significa permitir que outras pessoas o machuquem. Se alguém estiver sendo muito mau com você, conte imediatamente a um dos pais, a um amigo ou a um adulto de confiança. Você é um filho importante de Deus e merece ser tratado com respeito!



  • Cantem uma música sobre ser gentil, como “A bondade por mim começará” (Músicas para Crianças, p. 83). O que essa música nos ensina sobre bondade? Como podemos demostrar bondade às pessoas, como fez o Salvador?


Convide as crianças a prestar testemunho do Salvador para sua família. Elas também podem pedir aos familiares que prestem testemunho do Salvador.





Por favor, não modificar os documentos ou faça a venda deles. Este é para uso próprio e de distribuição para as suas Primárias. Compartilhem sempre o link do site para que outros tenham acesso também. Os materiais aqui são produzidos com carinho e dedicação por nossa colaboradora Crystal Wallace, original (theredcrystal.org) e concedido à tradução e uso pelo nosso site. Não usar as ilustrações fora de seus arquivos e redistribuir publicamente pela internet (redes sociais). Agradecemos a compreensão e ajuda.

Com amor,

Vem e Segue-Me Kids

7.042 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


bottom of page